“A cultura é uma parte importante da formação de qualquer jovem, por isso, tem que ser uma aposta efectiva”. A afirmação é proferida por Rui Tavares, candidato do CDS PP à presidência da câmara de Santa Maria da Feira nas próximas eleições autárquicas.

O candidato centrista destaca a força do associativismo no concelho.

E para que as associações possam respirar melhor e não andem com a corda na garganta como actualmente acontece, Rui Tavares, pretende um reajuste no PAPC e promete atribuir uma verba idêntica, – cerca de 150 mil euros -, para projectos que englobem outras associações.

A ideia do candidato passa ainda por criar uma plataforma online para que as associações façam o registo das suas actividades, permitindo ao município verificar  com mais rigor, se o plano de actividades corresponde à realidade.

Rui Tavares quer também diferenciar de forma positiva as associações que, gratuitamente, cedem as suas instalações e equipamentos, para outras poderem realizar os seus eventos.