A vila de Arrifana prepara-se para assinalar mais uma vez as Invasões Francesas de 1809, que deixaram uma marca vincada na história da freguesia. Anualmente, têm sido evocadas as memórias do massacre de Arrifana, com diversas atividades culturais, lúdicas e recretivas e, este ano, não foge à regra.

A programação inicia-se a 17 de abril com uma cerimónia religiosa seguida de romagem ao Monumento Militar situado na Praça da Guerra Peninsular.

Ricardo Oliveira da junta Arrifanense, lembra a importância de assinalar esta efeméride, que faz parte da identidade local.

No dia 23 deste mês, haverá a partir das 15 horas, um apontamento de recriação histórica organizado por voluntários, Grupo de Milícias de Arrifana, associações locais, com a coordenação do historiador  Roberto Carlos Reis.

Durante o fim de semana poderá ainda visitar a “Feira Peninsular”, onde estarão expostas algumas associações e artesãos locais, no Largo Manuel José Pereira