A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira vai avançar no imediato para a construção do novo centro escolar da cidade, que ficará localizado nas antigas instalações da Fernando Pessoa.

Há muito que o município aguardava luz verde do Governo para poder tomar conta do edifício e converte-lo nesta nova valência.

Já no tempo do Governo de José Sócrates, ficou acordado que se fizesse uma permuta de terrenos: o município cedia o espaço onde está instalada a nova Fernando Pessoa e o Estado passava para as mãos da câmara os terrenos das velhas instalações. O processo foi-se arrastando com avanços e recuos sempre com o argumento, que o ministério das finanças não permitia efectuar a permuta.

Agora foi encontrada uma solução. O Governo continua na posse do terreno, mas é dada permissão para que a autarquia possa executar o novo centro escolar.

“Foi a solução encontrada para desbloquear o problema, dado que o ministério das finanças considera que os terrenos só podem ser vendidos”, explica Emídio Sousa, acreditando que com a delegação de competências “prevê-se que as escolas passem para a tutela das autarquias ficando aí o problema definitivamente resolvido”.

Além do centro escolar, as instalações vão ainda “albergar uma escola de restauração para dar formação na área da hotelaria muito associada à secundária”, revela o autarca.