O ACES Feira/Arouca procedeu à reconfiguração das unidades de saúde (USF) em funcionamento, com o intuito de aumentar a segurança, através da separação de circuitos de utentes e da criação de uma Área Dedicada COVID-19 nos Cuidados de Saúde Primários. Oito polos serão temporariamente suspensos na reorganização das USF do concelho de Santa Maria da Feira, a partir desta quinta-feira, 26 de março, dia em que arranca a fase de mitigação da pandemia Covid-19.

Desta forma, para serviços mínimos e tratamento de casos não suspeitos de Covid-19, os utentes de algumas freguesias devem agora dirigir-se às seguintes unidades: Paços de Brandão (USF Saúde Mais Santa Maria de Lamas), Vila Maior (UCSP ESTE Canedo/Vale), Romariz (UCSP Sul Escapães/Milheirós de Poiares), Sanguedo e Mozelos (USF Argoncilhe), Caldas de S. Jorge (UCSP Lobão), Nogueira da Regedoura (USF Sem Fronteiras S. Paio de Oleiros), Souto (USF Sudoeste Arrifana) e Rio Meão (USF Cuidar S. João de Ver).

Permanecem abertas a USF Egas Moniz, USF Famílias, USF Fiães e USF Terras Santa Maria.

Para casos agudos respiratórios e suspeitos de Covid-19, a Unidade de Saúde Familiar de Rio Meão está a ser preparada para funcionar como Área Dedicada Covid-19, como a RCF tinha avançado.

Uma nota da cãmara municipal de Santa Maria da Feira indica que “esta medida visa também reforçar o apoio telefónico aos utentes, assim como a criação de circuitos de validação e teste dos utentes com maior capacidade de resposta”.

A autarquia revela ainda que todas as unidades abertas foram reforçadas com novas linhas telefónicas móveis.