Festa das Fogaceiras validada para grupo restrito

Dez 29, 2020

Se há ano em que a festa das fogaceiras se justifica é em 2021, “pelo simbolismo” e pelas vivências da pandemia, “independentemente da crença de cada um de nós”, justificou ontem, durante a reunião de cãmara, o presidente Emídio Sousa.

O formato e a programação serão necessariamente diferentes, adoptando todas as diretrizes da Direcção Geral de Saúde que, juntamente com a Protecção Civil e as forças da autoridade validaram a realização do cumprimento do voto secular dos feirenses ao mártir São Sebastião, a quem, há mais de 500 anos, pediram proteção contra a peste que vitimou milhares de pessoas.

O vereador da cultura e turismo do município, Gil Ferreira, revela que todas as cerimónias vão realizar-se com critério de representatividade e apenas durante o período da manhã.

Esta será uma edição estritamente religiosa não se realizando a procissão da tarde, que era presenciada por milhares de pessoas.

Delio Carquejo, vereador do partido socialista, disse não concordar que nenhum dos vereadores da oposição não pudesse estar presente, mas Gil Ferreira justificou.

Festa das Fogaceiras vai realizar-se como manda a tradição, a 20 de Janeiro, mas, este ano, apenas com a participaçao de 31 crianças, o presidente da câmara, o presidente da assembleia municipal, presidentes das juntas de freguesia, membros do clero, e alguns fieis.

Foto: DR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *