Corticeira Amorim compra 50% da Italiana SACI por 48,66 milhões de euros

Jan 12, 2022

A Corticeira Amorim, sedeada em Mozelos, Santa Maria da Feira anunciou, ontem, que chegou a um acordo para a aquisição de 50% do capital social da italiana SACI, por 48,66 milhões de euros.

O grupo SACI era detido, em partes iguais, pelas famílias Getto e Perlich, sedeadas em Itália e na Alemanha, respetivamente, sendo constituído por 17 empresas relacionadas com diversos setores tendo como principal atividade a produção e a comercialização de muselets (arame que se encaixa na cortiça de uma garrafa de champanhe, vinho espumante ou cerveja para impedir que a cortiça surja sob a pressão do conteúdo gaseificado), com uma equipa de cerca de 340 colaboradores e presença em mais de 30 países.

Tem as principais instalações industriais sediadas em Itália, Alemanha e Portugal e os mercados geográficos mais significativos são Itália, França e Alemanha.

“Na sequência da decisão da família Perlich de vender a sua participação, os acionistas do grupo Saci procuraram um sócio que pudesse partilhar a sua visão do negócio e que, portanto, fosse capaz de compreender o setor,colaborando no crescimento e sucesso do grupo. A Corticeira Amorim surgiu como um parceiro natural pelos seus 150 anos de atividade e sucesso ao serviço da indústria vitivinícola mundial, com uma gama de soluções avançadas e de alta qualidade, que favorecem relações duradouras com os seus parceiros”, explica o grupo português, em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo o grupo liderado por António Rios Amorim, o grupo Saci tem presença em mais de 30 países, conta com um efetivo de 340 pessoas e fechou o exercício de 2020 com um volume de negócios consolidado de 70 milhões de euros e um EBITDA de 10,5 milhões de euros.

Através desta operação, a Corticeira Amorim realça que adquiriu “uma participação significativa num grupo com uma forte carteira de produtos, uma excelente base de clientes, um elevado nível de prestígio e reconhecimento no mercado internacional, um reforço d a sua presença na cadeia de fornecimento do vinho, esperando alavancar o ‘know how’  técnico, a perícia e a competência do grupo Saci, fortalecendo a sua presença no mundo”, lê-se.

A entrada do grupo português na Saci, através da compra da participação da família Perlich, “também foi possível pelo conhecimento histórico das famílias Getto e Amorim e visa combinar as suas realidades de sucesso empresarial com o objetivo de criar uma forte união de intenções que permita ao grupo Corticeira Amorim e ao grupo Saci consolidarem e, sinergicamente, aumentarem as suas respetivas excelências”, acrescenta o grupo sedeado em Mozelos, Santa Maria da Feira.

Recorde-se que a Corticeira Amorim fechou os primeiros nove meses de 2021 com lucros que ultrapassaram os 58 milhões de euros, mais quase 10 milhões do que no mesmo período do ano anterior, e vendas que totalizaram 637,1 milhões de euros, mais 11,5% do que nos primeiros nove meses de 2020.

Foto:DR

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Popup window