Edit Content
Search
Close this search box.
RCF
João Só Quem Diria
PROGRAMA
Emissão de Continuidade
Foto: C.M.Feira
Rádio Clube da Feira

Rádio Clube da Feira

Santa Maria da Feira na rede europeia de celebrações da Semana Santa e Páscoa

Santa Maria da Feira na rede europeia de celebrações da Semana Santa e Páscoa

Santa Maria da Feira integra, desde esta terça-feira, 12 de março, a Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa, um reconhecimento que resulta da dedicação, fé e trabalho desenvolvido pela comunidade e marca um novo capítulo na história da Semana Santa de Santa Maria da Feira.

A integração na Rede Europeia de Celebrações da Páscoa e Semana Santa, aprovada em reunião do comité científico deste organismo, é um reconhecimento que transcende fronteiras e destaca Santa Maria da Feira como um exemplo de dedicação e preservação das suas tradições pascais e do seu património cultural.

A candidatura de Santa Maria da Feira à Rede Europeia de Celebrações da Semana Santa e Páscoa foi liderada pelo Padre César Costa enquanto presidente do Grupo Gólgota e coordenador da Semana Santa de Santa Maria da Feira. A sua validação aconteceu durante a Assembleia Geral deste organismo onde foi também eleito o novo presidente, Sérgio Mará Velasco Albalá, e uma nova direção.

A Semana Santa de Santa Maria da Feira fica igualmente representada com o Padre César Costa a ser eleito vogal da nova direção, mostrando-se satisfeito e orgulhoso com este reconhecimento.  

Para o vereador da cultura e turismo do município, Gil Ferreira, este reconhecimento resulta do trabalho desenvolvido pelo grupo gólgota que soube ladear-se de parceiros da comunidade, incluindo a cãmara municipal, para chegar a este objectivo.

Esta integração abre as portas ao conhecimento de boas práticas no contexto do património religioso em torno das celebrações associadas à Semana Santa, considera o vereador da cultura.

No próximo sábado a programação da Semana Santa de Santa Maria da Feira contempla a apresentação de um livro eleborado por um conjunto de autores do território, que contribuiram, também, para este processo de integração na rede com o estudo, preservação e a conservação das tradições da Semana Santa. Será o primeiro momento de celebração da integração na rede europeia com a consciência do peso da responsabilidade, sublinha o coordenador do evento.

O processo de validação durou cerca de um ano com muitos requisitos e exigência que passou pela mão de um comité científico, explica o Padre César Costa.

 O facto de Santa Maria da Feira integrar esta rede de celebrações da Semana Santa vai atraír, através das rotas europeias, a abertura de portas a novos públicos, acredita Gil Ferreira.